Pristina.org - Everything Design since 2005

Thomas Hooper em uma entrevista para Inspired By BMX TatuagemFelipe Tofani on 05/12/2016

Thomas Hooper em entrevista sobre BMX, tatuagens e hardcore
O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

Inspired by BMX é uma série de vídeos criados pela revista de BMX americana conhecida como Dig. Nessa série de vídeos, a revista vai mostrar um pouco como a vida de quatro pessoas foram moldadas pelo sem envolvimento na comunidade de BMX. Afinal, o esporte não influenciou todos eles de forma artística, alguns deles foram influenciados pelo encorajamento ao risco e as oportunidades que surgem quando isso é colocado em prática. Outras pessoas usaram do esporte para criar soluções criativas para os problemas do dia a dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

Enquanto fazia faculdade de fotografia, Thomas Hooper passava muito do seu tempo livre em um estúdio de tatuagem, conversando com amigos. Foi assim que ele acabou tomando a decisão de levar seu interesse por tatuagem mais a sério. Hoje em dia, ele é um dos tatuadores mais famosos do mundo com um estilo de tatuagem único e repleto de referências em formas geométricas e na natureza.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

Thomas Hooper emerged from the South East England trail scene. He first came to attention riding to a Snuff song in the Seventies/Backyard video “The Last Resort,” had a stint riding for Hoffman Bikes, our DIG editor’s old clothing company HLP, and was part of the Metal Bikes family. For Tom, BMX, hardcore punk, and tattooing went hand in hand. Eventually, spending all his free time at a tattoo shop while in college for photography led to a deeper interest in tattooing and the realization of a special gift. Thomas is now one of the world’s most sought after and unique tattoo artists, best known for his technical style rooted in geometric shapes and nature.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

O primeiro episódio da Inspired by BMX traz um dos meus tatuadores favoritos para a frente das câmeras: Thomas Hooper. Para ele, BMX, hardcore e tatuagem andavam de mãos dadas e foi assim que ele acabou mergulhando, cada vez mais fundo, nesses mundos e se tornou o profissional fenomenal que é hoje em dia.

Acompanho o trabalho de tatuagem de Thomas Hooper há muitos anos. Acredito que desde que descobri que ele era o artista responsável pela arte de Darkness Come Alive da banda Doomriders, de 2009. Então, assistir um curta metragem falando sobre os passatempos dele foi mais interessante do que eu imaginava. Além de que, acreditava que ele tinha uma voz completamente diferente da que ele tem. Mas isso não tem nada a ver com o vídeo aqui nesse artigo. O importante é o trabalho dele.

Se você quer ver mais do trabalho de Thomas Hooper, dê uma olhada no seu portfólio e no seu instagram. Se você é fã de tatuagem, eu sei que você vai gostar do que vai ver.

Thomas Hooper em uma entrevista para Inspired By BMX
Tagged: , , , , , , , ,