Pristina.org - Everything Design since 2005

Living Cocoon de Bob Hendrikx ProdutoFelipe Tofani on 15/09/2020

Um Caixão Vivo feito de Cogumelos no projeto de Bob Hendrikx
Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos.

Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos.

Esse Living Cocoon é feito de um cogumelo chamado micélio que contribui de forma ativa no processo de compostagem do corpo humano após a morte. Ao mesmo tempo que esse cogumelo trabalhar com o corpo, ele remove substâncias tóxicas do solo e, dessa forma, cria condições mais ricas para as plantas que estão da região.

Para criar o Living Cocoon, os cogumelos demoram cerca de uma semana para crescerem. Dentro do caixão vivo, os corpos demoram entre dois e três anos para se decomporem completamente. O que é um outro diferencial em relação a formas mais tradicionais já que em caixões de madeira, o corpo pode demorar até dez anos para se decompor completamente.

Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos.

Para Bob Hendrikx, o objetivo desse projeto de pesquisa para a Delft University of Technology é a de fechar um sistema para a eliminação dos mortos e reparação dos danos causados ao planeta. Afinal, estamos degradando o ambiente em que vivemos e seria muito mais interessante para nós se tudo continuasse vivo ao nosso redor. Mesmo depois da nossa morte.

É isso que o Living Cocoon tem como objetivo maior. Permitir que as pessoas se tornem um só com a natureza, enriquecendo o solo e a vida ao seu redor, mesmo depois de mortas.

O Living Cocoon está sendo desenvolvido pela Loop, a startup que Bob Hendrikx criou na Holanda para lidar com todo o processo de testes e vendas desse produto. Os testes estão sendo feitos em parceira com cooperativas funerárias em Haia e em Delft. O primeiro lote de dez caixões de micélio foram testados no verão de 2020 e agora só falta analisar os resultados.

Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos. Bob Hendrikx trabalha como pesquisador na TU Delft e foi lá que ele acabou criando o Living Cocoon, um caixão vivo feito de um cogumelo conhecido como micélio que ajuda corpos a se decompor mais rápido enquanto melhora o solo ao seu redor. Algo inusitado mas que só me apresenta pontos positivos.

Para saber mais sobre esse produto inusitado mas muito necessário, você só precisa clicar no link abaixo.

Living Cocoon: Um Caixão Vivo feito de Cogumelos no projeto de Bob Hendrikx

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , ,