Pristina.org - Everything Design since 2005

Documentando a vida em Yakutia com Alexey Vasilyev FotografiaFelipe Tofani on 09/10/2020

Documentando uma das regiões mais remotas do mundo
É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

A Yukatia, também conhecida como a República de Sakha, é a maior região da Rússia. Mas a população que reside por lá não é das maiores, fazendo com que apenas um milhão de pessoas vivam em uma área de três milhões de metros quadrados.

E em cidades como a capital, Yakutsk, cuja temperatura média anual fica nos -9.º. Esse clima severo e contrastante é uma constante nesse local. No verão, a temperatura pode chegar nos 40.º e, no inverno, ela cai para -60.º. O inverno é o período mais duradouro por lá, com neve que duram de outubro até meados de abril.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

Outro fator para o isolamento da Yakutia é a falta de um sistema de transporte funcional. Não são muitas as rodovias e linhas trem que existem por lá e, alguns locais, só podem ser acessados por avião ou helicóptero. Dessa forma, a vida por lá se transforma em algo inusitado e especial de ser observado por todos. Por isso que as fotos de Alexey Vasilyev me chamaram tanta atenção.

Um outro elemento que gostei de observar no portfólio de Alexey Vasilyev, foi como que a população local tem um entusiasmo pelo cinema. Algumas pessoas até chamam a Yakutia de Sakhawood devido à produção cinematográfica que sai de lá.

O cinema por lá vive num estado de amadorismo único já que a maioria dos diretores não tem uma formação formal. Eles aprendem cinema fazendo e com atores que trabalham no teatro local e que nunca fizeram cinema antes. Cerca de 10 filmes são produzidos anualmente e os temas variam de comédias a contos de fadas. E, localmente, alguns dos filmes conseguem mais sucesso do que os blockbuster famosos pelo mundo.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

É bem interessante observar a fotografia de Alexey Vasilyev, documentando a remota região russa conhecida como Yakutia. Afinal, esse é um lugar distante de todos, mas massivo no tamanho e tão desconhecido para o mundo que precisei abrir a Wikipedia aqui para descobrir onde que é esse lugar.

Para saber mais sobre o trabalho fotográfico de Alexey Vasilyev, você precisa clicar no link abaixo. Além disso, seu perfil no Instagram é fora do comum e foi lá que eu acabei conhecendo suas imagens.

Documentando a vida em Yakutia com Alexey Vasilyev

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , , , , ,