Pristina.org - Everything Design since 2005

A fotografia quase perdida de Jack Sharp FotografiaFelipe Tofani on 14/10/2020

De uma herança para a internet, as fotografias de Jack Sharp
Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Ele mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele se deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século.

Dylan Scalet sabia que seu avô tinha como hobby a fotografia mas como ele morreu em 1992, esse lado do seu avô não era algo muito familiar para ele. Por isso mesmo, o arquivo fotográfico e Jack Sharp ficou parado e guardado por muitos anos. Com o interesse de Dylan Scalet sobre fotografia se desenvolvendo através dos anos, ele voltou para o trabalho de seu avô e ficou surpreso com o que encontrou por lá. Ele sabia que seu avô gostava de fotografar mas não sabia de toda a beleza de suas fotos. Foi apenas durante seus estudos que ele aprendeu sobre alguns fotógrafos como Henri Cartier-Bresson e Vivian Maier e seu interesse pelo arquivo de Jack Sharp foi crescendo.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

Jack Sharp (1928-1992), born in Harrold, Bedfordshire, UK. Moved to Geneva, Switzerland in 1955 to join CERN as an engineer and raise his family. Loved life, the outdoors and fully embraced anything he took interest in. Here are the works from his amateur photographer days circa 1950-1970.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

Dylan Scalet herdou cerca de cinco mil fotografias e negativos de Jack Sharp e, nos primeiros dias de isolamento por culpa do Covid-19, ele passou a scannear algumas das imagens e se deparou com uma fonte sem fim de fotografias de qualidade.

Jack Sharp fotografou tudo ao seu redor, entre 1950 e 1970, principalmente na Suíça. Mas ele acabou parando de fotografar em 1970 e, até sua morte em 1992, ele não voltou com essa prática, talvez, ele tenha descoberto um novo hobby e focado nessa nova prática.

Para Dylan Scalet, essa descoberta fotográfica vai além da qualidade estética das imagens que ele herdou. Ele também está descobrindo mais sobre seu avô. Sobre como ele via o mundo e como ele viveu na Europa dos anos cinquenta.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

A fotografia de Jack Sharp chegou a internet depois que seu neto herdou uma enorme coleção de fotos, em 2014. Mas, foi apenas com a pandemia de Coronavírus que Dylan Scalet teve tempo para começar a explorar essa sua herança. Foi assim que ele de deparou com um tesouro fotográfico, mostrando como era a vida na Europa há cerca de meio século atrás.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.

Jack Sharp nasceu em Harrold, no Reino Unido, em 1928. Em mudou para a Suíça em 1955 para trabalhar como engenheiro no CERN e levou toda sua família para lá. Durante seu tempo livre, ele fotografou o que via ao seu redor e aqui você vai poder dar uma olhada em algumas das fotos que ele tirou da década de cinquenta até meados de 1970.Para saber mais sobre a fotografia de Jack Sharp, você precisa explorar o site que Dylan Scalet criou. Além disso, ainda existe uma conta de Instagram repleta de imagens de um tempo que já passou e vale a pena acompanhar.

A fotografia quase perdida de Jack Sharp

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , , ,