Pristina.org - Everything Design since 2005

Tony Curanaj e o Realismo Tridimensional de suas Pinturas ArteFelipe Tofani on 24/07/2018

As narrativas misteriosas das pinturas de Tony Curanaj
Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Para Tony Curanaj, sua progressão como artista realista aconteceu quando ele passou a enxergar o mundo ao seu redor de uma maneira diferente. Sua percepção das experiências humanas foi o elemento que marcou seu trabalho e foi assim que sua expressão criativa começou a ser direcionada para aquilo que você pode ver aqui nesse artigo.

As pinturas que você pode ver aqui são quase sempre de objetos, uma espécie de natureza morta vista de forma moderna. Nesse estilo, objetos inanimados são reproduzidos com grande atenção aos detalhes e uma precisão de execução fora do comum. Tudo isso usando de técnicas de Trompe-l’œil, como mencionei anteriormente.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Algumas das pinturas de Tony Curanaj são uma brincadeira visual com algumas de suas experiências de vida. Outras são apenas reflexo de uma beleza simples que pode ser vista em alguns desses objetos ordinários do nosso dia a dia. As vezes, é sua composição que captura a atenção do artista, outras vezes são as cores e as formas.

Em cada umas das imagens criada pelo artista você consegue ver uma meticulosa atenção aos detalhes, como se numa tentativa de reproduzir o mundo de forma mais realista possível. Dessa forma, Tony Curanaj espera que seu público consiga enxergar o mundo da mesma forma com a qual ele enxerga.

Foi esse detalhe que chamou minha atenção no seu portfólio. Afinal, pinturas realistas como aquelas aqui são quase que desnecessárias em um mundo com câmeras fotográficas de alta resolução como as que temos hoje. Se você quer mostrar a realidade de uma forma artística, acredito que você precisa mostrar isso de uma forma pessoal e única e foi exatamente isso que encontrei no portfólio desse artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj pinta usando de uma técnica que recebe o nome em francês de trompe-l’œil e que pode ser descrito como uma forma de criar imagens através de ilusões de ótica que forçam o olhar a acreditar que essas imagens são tridimensionais. Isso é algo que eu nunca tinha ouvido falar antes e foi o que mais chamou minha atenção no portfólio desse jovem artista.

Tony Curanaj e o Realismo Tridimensional de suas Pinturas

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , ,