Pristina.org - Everything Design since 2005

Seungyea Park e sua Arte Perturbadora ArteFelipe Tofani on 17/07/2019

O estranho trabalho da artista conhecida como Spunky Zoe
A arte de Seungyea Park é, ao mesmo tempo, perturbadora e tentadora. Algumas vezes, os rostos que estão no seus desenhos parecem querer entrar em contato com você. Os desenhos olham direto para você e parecem permitir uma visão direta em suas almas amedrontadas. Eles olham para nós com olhos abertos e fazem caretas e criam uma sensação de desconforto em todos os momentos. Nos seus desenhos, Seungyea Park tenta unir seus monstros internos com aqueles que vivem do lado de fora.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

A arte de Seungyea Park é, ao mesmo tempo, perturbadora e tentadora. Algumas vezes, os rostos que estão no seus desenhos parecem querer entrar em contato com você. Os desenhos olham direto para você e parecem permitir uma visão direta em suas almas amedrontadas. Eles olham para nós com olhos abertos e fazem caretas e criam uma sensação de desconforto em todos os momentos. Nos seus desenhos, Seungyea Park tenta unir seus monstros internos com aqueles que vivem do lado de fora.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

A arte de Seungyea Park é, ao mesmo tempo, perturbadora e tentadora. Algumas vezes, os rostos que estão no seus desenhos parecem querer entrar em contato com você. Os desenhos olham direto para você e parecem permitir uma visão direta em suas almas amedrontadas. Eles olham para nós com olhos abertos e fazem caretas e criam uma sensação de desconforto em todos os momentos. Nos seus desenhos, Seungyea Park tenta unir seus monstros internos com aqueles que vivem do lado de fora.

Ela diz que seu trabalho explora o tema de Monstrousness que é um medo do nosso mundo interno. Afinal, existem monstros em todos os lugares. Algumas vezes, eles vivem dentro de nós e, outras vezes, eles estão do lado de fora. Quando eles entram em conflito, a verdadeira natureza do medo passa a existir. Por isso que a artista trabalha tentando se acostumar e superar esses medos. Extraindo seus monstros e expondo a verdadeira natureza de seus medos.

Seungyea Park nasceu e foi criada em Seoul, a capital da Coréia do Sul. Quando chegou a hora de entrar na faculdade, ela mudou para Nova Iorque onde estudou na Universidade de Southampton Long Island e, posteriormente, na Universidade C.W. Post Long Island. Depois de tanto tempo fora do país, a artista retornou a Coréia do Sul e reencontrou com sua família.

A arte de Seungyea Park é, ao mesmo tempo, perturbadora e tentadora. Algumas vezes, os rostos que estão no seus desenhos parecem querer entrar em contato com você. Os desenhos olham direto para você e parecem permitir uma visão direta em suas almas amedrontadas. Eles olham para nós com olhos abertos e fazem caretas e criam uma sensação de desconforto em todos os momentos. Nos seus desenhos, Seungyea Park tenta unir seus monstros internos com aqueles que vivem do lado de fora.

A arte de Seungyea Park é, ao mesmo tempo, perturbadora e tentadora. Algumas vezes, os rostos que estão no seus desenhos parecem querer entrar em contato com você. Os desenhos olham direto para você e parecem permitir uma visão direta em suas almas amedrontadas. Eles olham para nós com olhos abertos e fazem caretas e criam uma sensação de desconforto em todos os momentos. Nos seus desenhos, Seungyea Park tenta unir seus monstros internos com aqueles que vivem do lado de fora.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park, também conhecida como Spunky Zoe, cria ilustrações que parecem refletir tensões internas. Algo que fica claro para mim quando observo mãos que flutuam no ar e abrem olhos na testa de pessoas. Algumas vezes, os personagens que você vê no trabalho da artista são auto retratos, outras vezes, dedos passam por dentro da pele e acabam mudando tudo que eu conheço quando se trata desse material.

Seungyea Park e sua arte perturbadora

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , ,