Pristina.org - Everything Design since 2005

A Arte Erótica de Senju Horimatsu ArteFelipe Tofani on 31/01/2019

Um olhar contemporâneo para uma antiga arte japonesa
Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Eu vejo o trabalho ilustrado de Senju Horimatsu e fico pensando no quanto que o ser humano clama por contato, por proximidade e pelo toque de outros seres humanos. E é essa sexualidade que é apresentada em suas ilustrações de uma forma bem pessoal e primal. Mas é assim que o ser humano se expressa e é assim que Senju Horimatsu retrata.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Para o artista, a pornografia se tornou uma commodity vendida e o ser humano se tornou o consumidor, no lugar do criador. Dessa forma, o sexo anda sendo rotulado.e embalado para o consumo como passatempo e escapismo. Além disso, o sexo se tornou um catalisador da agressão e dominação masculina e de sua insegurança emocional.

E é tudo isso que inspira Senju Horimatsu a criar sua própria literatura ilustrada erótica e pornográfica. Dessa forma, a exploração individual do artista pode chegar a conclusões sobre sua própria voz e identidade. Além disso, Senju Horimatsu acredita que sua arte pode fazer perguntas: será que a pornografia pode ser removida das mentes explorando nossos desejos e corações mais íntimos?

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu continua com a tradição conhecida como Shunga, a arte erótica japonesa. E seus desenhos transformam essa tradição em algo atualizado, algo que transforma um gênero antigo em uma sensibilidade contemporânea.

Senju Horimatsu acredita que sim e foi por isso que ele escolheu o Shunga como ponto de partida nessa exploração de suas fantasias e desejos. É ali que ele pode experimentar, chocar e questionar a tolerância e a empatia das pessoas e é assim que ele convida o mundo a apreciar seu trabalho e a encontrar algo novo dentro de si mesmo.

Senju Horimatsu é o nome que Matti Sandberg resolveu utilizar para sua exploração erótica. Nascido em Estocolmo, a capital da Suécia, em 1968, o artista vive e trabalha em Umeå com sua esposa, Anna Sandberg.

A Arte Erótica Japonesa de Senju Horimatsu

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , , , ,