Pristina.org - Everything Design since 2005

Agulha, Linha e Carne: a Arte de David Cata na palma da mão ArteFelipe Tofani on 26/01/2018

Usando da palma da mão para criar arte com agulha e linha
Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Voltando ao ponto. David Cata usa da palma de sua mão para criar obras de arte. Ele usa de agulhas e linhas para “pintar” cenários e paisagens na sua pele. E não fique pensando em toda a dor que ele deve estar sentindo ali. As agulhas que David Cata usa mal penetram na sua pele e ficam apenas em uma camada mais superficial da sua mão. São poucas as vezes que sangue chega a surgir como você pode ver no video logo abaixo.

Sete pe?talos de rosa – David Cata?

www.davidcata.com https://www.facebook.com/david.cata.10 https://www.instagram.com/davidcatart/?hl=es Title: Sete pétalos de rosa Composer and piano: David Catá Violin: Juan Cabalar Violonchelo: Ana Represas Video by David catá Audio by Empyreal Studios Español Horizontes es un proyecto compuesto por 7 fotografías, una pieza de video arte y una composición musical que tratan sobre los cambios, la confrontación con el pasado y la incertidumbre del futuro.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

David Cata deixa sua arte existir por meros breves minutos. Fotografando suas criações e removendo as linhas alguns momentos depois. Mas não fique pensando que sua arte desaparece assim tão fácil. De acordo com o artista, os resquícios e os traços de suas obras de arte, algumas vezes, ficam no seu corpo por algumas semanas. Em uma entrevista que li sobre seu processo artístico, David Cata diz que suas obras vivem de forma permanente em seu corpo, mesmo quando elas não estão aparentes.

A flor de piel.mov

Performance. Autor: David Catá www.davidcata.com El cuerpo es el soporte de nuestra vida. En e?l se refleja nuestro entorno y vivencias. Todas las personas que conocemos nos marcan de alguna manera. Su imagen se proyecta sobre nosotros. Por medio de cosidos sobre mi piel, reflexio?n sobre el proceso temporal inscrito al olvido.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Usando da sua própria carne como tela e agulhas como ferramentas de trabalho, o artista David Cata abusa da sua própria pele para se expressar de forma criativa. É assim que ele cria as imagens que você pode ver aqui e que, muitas pessoa, podem considerar um pouco demais. Mas, arte é isso mesmo. Algumas pessoas não entendem mas, mesmo assim, precisa existir de uma forma ou de outra.

Essa não é a primeira vez que publico arte da palma da mão. No final de 2013, publiquei um breve artigo sobre a arte de Eliza Bennett que usa de agulha e linha para criar obras abstratas.

Agulha, Linha e Carne: a Arte de David Cata na palma da mão

Se você gostou do que viu aqui, você deveria seguir o blog no twitter, acompanhar nosso tumblr ou seguir a revista digital do Pristina.org no Flipboard. Além disso, ainda temos nossa newsletter quase semanal.

Tagged: , , , , , , , , , , ,